Seguro de Vida. Eu preciso mesmo…?

Seguro de Vida. Eu preciso mesmo…?

Apesar de muitas pessoas evitarem falar em determinados assuntos como “Seguro de Vida”, o que muitos não sabem é que o seguro de vida não está relacionado diretamente com o falecimento de quem o contrata, é na verdade, uma forma de garantir a própria segurança e um conforto financeiros aos familiares.

De acordo com dados do Grupo BB Mapfre, apenas 15% dos brasileiros adultos com renda suficiente para contratar um seguro de vida o possuem.

Infelizmente, isso ocorre por um problema cultural do brasileiro, com a velha ideia de que “as coisas só acontecem com os outros…”, quando na verdade, não é bem assim.

O grande erro na maioria das pessoas quando contratam uma apólice de seguro de vida é se basear apenas nos preços, quando na verdade, este deve ser um dos itens a ser observado, não o principal.

Antes da contratação, é essencial responder a algumas questões:

  • Você têm filhos? Qual a idade deles?
  • Qual seu gasto médio por ano com o sustento da família?
  • Quais seus bens materiais?

Com base nestas respostas, você poderá planejar um seguro de acordo com as expectativas de seus familiares, agora, o que muitos não sabem é: um seguro de vida não serve apenas em ocasiões de falecimento!

O Seguro de Vida serve para que?

Você sabia que você pode também pode utilizar o seguro de vida pra custear doenças como câncer (exceto de pele), doenças terminais, despesas hospitalares e odontológicas.

O Seguro de Vida serve para que?

Profissão e Seguro de vida

Os profissionais que se enquadram no sistema de contratação CLT muitas vezes não se preocupam com a contratação de um seguro de vida pois a maioria das empresas contratantes garantem um seguro de vida em grupo para seus funcionários.

No entanto, como ficam os profissionais liberais, autônomos e empreendedores?

Nestes casos é importante que estes procurem um corretor de seguros para contratar um seguro de vida individual, garantindo uma segurança extra para sua vida e para a tranquilidade de seus familiares.

Torne seus Hábitos o seu Seguro de Vida

Apesar da importância de se contratar um seguro de vida, muitas vezes cabe a cada um de nós garantirmos o nosso próprio “seguro de vida”.

Torne seus Hábitos o seu seguro de vida

Nossos hábitos de consumo e estilo de vida podem ser fundamentais para “prolongar” o uso do seguro de vida.

Os bons e velhos hábitos ainda funcionam para nossa longevidade. Praticar atividades físicas, manter uma boa alimentação e fazer um checkup anualmente podem garantir que você prolongue o uso do seguro de vida.

Muitas vezes a dedicação com a saúde financeira fica na frente da nossa vida pessoal, quando na verdade, deveria ser o contrário. Quantos finais de semana trocou pelo trabalho?

Excesso de trabalho, stress e noites mal dormidas fazem parte da vida do mundo moderno, o problema, é quando este estilo de vida se torna rotina, e não exceção.

Lembre-se, quanto mais o tempo passa e piores ficam nossos hábitos, mais próximos ficamos do uso do seguro de vida e lembre-se: o tempo que você não viveu, não viverá mais. Como deixou registrado Apporelly (Barão de Itararé) em uma de suas obras:

“O que a gente leva da vida é a vida que a gente leva.”

Portanto, leve a vida numa boa!

Compartilhe com a gente, o que você faz para ter uma vida melhor? Comente!


Fontes:
Julia Wiltgen – O que pesar antes de fazer um seguro de vida
Disponível em: http://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/noticias/o-que-pesar-antes-de-fazer-um-seguro-de-vida

Deixe seu comentário: